Autoridades ucranianas denunciam novos ataques em Odessa e no porto de Mykolaiv

As autoridades militares ucranianas denunciaram hoje novos ataques russos em Odessa e no porto de Mykolaiv, após as investidas registadas no fim de semana no Mar Negro, durante os preparativos para a exportação de cereais ucranianos.

Os ataques com mísseis em Odessa ocorreram na madrugada de hoje, sem provocar vítimas, de acordo com a agência de notícias Ukrinform.

As autoridades de Kiev anunciaram na segunda-feira o reinício das exportações de cereais por via marítima, durante esta semana.

O anúncio ocorreu após os ataques russos lançados em Odessa no sábado, um dia depois de ter sido assinado um acordo entre a Rússia e a Ucrânia, sob a égide da Turquia e da ONU, para desbloquear a exportação dos cereais ucranianos e aliviar a crise humanitária em todo o mundo provocada pela escassez destes alimentos.

De acordo com Kiev, a saída dos primeiros navios do Mar Negro ocorrerá sob este acordo, que a Rússia e a Ucrânia assinaram separadamente.

De acordo com as suas estimativas, a reabertura dos portos permitirá exportações mensais de cerca de três milhões de toneladas de cereais.

No entanto, após os ataques de sábado ao porto comercial de Odessa, a Ucrânia acusou a Rússia de “afrontar” a ONU e a Turquia, dizendo que a Rússia deve assumir “toda a responsabilidade” se o acordo for quebrado.

A Rússia, que invadiu a Ucrânia a 24 de fevereiro, inicialmente negou qualquer responsabilidade pelo que aconteceu no porto de Odessa, embora mais tarde tenha sublinhado que houve ataques a alvos militares.

Fonte: Sapo 24



Categoria: