MENU
Ruas em chamas, bombardeamentos constantes: Ucrânia denuncia civis reféns e executados pelas tropas russas em Vovchansk
17/05/2024 14:32 em Internacional

As forças russas estão a tomar civis como reféns em Vovchansk, na Ucrânia, tendo já executado alguns, denuncia esta sexta-feira o ministro dos Assuntos Internos ucraniano, Ihor Klymenko, num publicação na rede social ‘Telegram’.

As tropas russas, tentando garantir a sua posição na cidade, impediram a evacuação dos residentes. “As pessoas estão a ser sequestradas e jogadas em caves”, afirmou Klymenko. Já são vários os relatos das primeiras execuções de civis: um residente de Vovchansk que tentou escapar e recusou obedecer ao invasor foi abatido. Os investigadores da Polícia Nacional de Kharkiv iniciaram já processos criminais por violações das leis e costumes de guerra.

De acordo com a ‘CNN’, esta é a operação mais surpreendente desde a invasão inicial, atravessando a fronteira norte da Ucrânia, numa tentativa repetida de avançar para sul, em direção à segunda cidade mais populosa do país, Kharkiv.

As equipas de evacuação da Polícia Nacional, apesar dos violentos combates, continuam os seus esforços para evacuar os residentes de Vovchansk. No entanto, a tarefa está a tornar-se cada vez mais difícil à medida que as forças russas começaram a atacar veículos civis e policiais, garante Serhiy Bolvinov, chefe do Departamento de Investigação da Polícia do Estado de Kharkiv.

“As pessoas continuam a ligar para voluntários e agentes da lei, a pedir a evacuação”, observou Bolvinov.

As tropas russas têm bombardeado fortemente os assentamentos fronteiriços no oblast de Kharkiv, iniciando uma nova onda de contraofensivas. De acordo com as autoridades locais, Vovchansk foi quase completamente destruída pelos bombardeamentos russos no passado dia 14 e a situação na cidade é crítica.

Recorde-se que o Estado-Maior das Forças Armadas Ucranianas relatou sucessos táticos das forças russas perto de Vovchansk no passado dia 13: de acordo com o ISW (Instituto para o Estudo da Guerra), atacar Vovchansk e tentar cercar a cidade é uma prioridade para as tropas russas.

Fonte: Executive Digest

COMENTÁRIOS